24.9.11

Ferreira Gullar: "Inseto"




Inseto

Um inseto é mais complexo que um poema
Não tem autor
Move-o uma obscura energia
Um inseto é mais complexo que uma hidrelétrica

Também mais complexo
                        que uma hidrelétrica
é um poema
(menos complexo que um inseto)

e pode às vezes
                       (o poema)
com sua energia
iluminar a avenida
             ou quem sabe
                                   uma vida.



FERREIRA GULLAR. Em alguma parte alguma. Rio de Janeiro: José Olympio, 2010.

3 comentários:

Felipe Garcia disse...

Iluminar a vida. Sim, a minha vida. Foi o que aconteceu comigo. Fui iluminado.

Alcione disse...

Percussão

Vejo-te nas montanhas
Nos versos e reversos
No que não meço
Nos mares batendo pelas encostas
Na vertigem
Na câimbra à mostra
Toca o oboé
A doce melodia
Conheces essa aurora, esse dia?
Essa , que ora vejo,
Invencível percevejo
Oh, porquê se esquece
E o amanhã, em noite escurece
Se verde verde são as montanhas
E o azul, sul, são seus olhos
Percussão
de um assombrado coração.

Jefferson Bessa disse...

Que bonito poema. A construção, as comparações, o pensamento, o final, tudo é de primeira, Cícero!
Um abraço.
Jefferson.