5.9.08

Arnaldo Antunes: "Um fio do seu cabelo"





De: ANTUNES, Arnaldo. "Nada de DNA". In: Como é que chama o nome disso. Antologia. São Paulo: Publifolha, 2006.

10 comentários:

Lua disse...

O que esse cara escreve é absurdo!
Depois desse poema, eu trocaria por alguns dias o nome do blog para DESACONTECIMENTOS.... pelo menos até que o corpo possa amortecer o impacto dessa poesia!
Um beijo e um carinho nos poetas maiores Arnaldo A e Antonio C,
Lua

adriano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
adriano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alcione disse...

Sob a árvore
Olhando para o lado
Em tons esmaecidos
O quadro adivinha
Esboço de um lar
Além-mar
Aonde eu possa
Viver sem pressa
Só para o que interessa...

adriano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
adriano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
adriano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
adriano disse...

AMADO CÍCERO,


SE FOSSE POSSÍVEL E SE VOC~E QUISER, GOSTARÍAMOS TODOS DO BLOG, COM CERTEZA, QUE VOCÊ CRITICASSE, EXPUSESSE UM COMENTÁRIO SOBRE AS POESIAS QUE NÓS, OS BLOGUEIROS, ENVIAMOS PARA VOCÊ.
ASSIM APRENDERÍAMOS CADA VEZ MAIS E SERTIRÍAMOS MUITO FELIZES, POIS TERÍAMOS UMA AVALIAÇÃO DA NOSSA OBRA POR UM SER TÃO ILUMINADO E INTELIGENTE COMO VOCÊ... E SAIRÍAMOS, ENFIM, ATÉ DO ANONIMATO!

AGUARDO SUA RESPOSTA E JÁ ESPERO OS COMENTÁRIOS SOBRE OS POEMAS QUE ENVIEI!

UM IMENSO ABRAÇO E UM BEIJO EM SUA ALMA E EM SEU CORAÇÃO!

ADRIANO NUNES, MACEIÓ/AL.

Lucas Nicolato disse...

Lindo poema!

dani disse...

O seu cabelo é p(ê)lo meu
e eu não haverei de nada,
pêlo:minha idéia a sua atada;
tua entrada a quem sou:
eu:
só-
seu.

e não nada sendo fica,
um fio de seu pêlo
espelho do meu cabelo
assim é pensar nisso:
pelo
só-
início.

danilo-direito usp