9.1.08

Eugénio de Andrade: Conselho

Conselho

Sê paciente; espera
que a palavra amadureça
e se desprenda como um fruto
ao passar o vento que a mereça.



De: ANDRADE, Eugénio. "Os amantes sem dinheiro". In: Primeiros poemas / As mãos e os frutos / Os amantes sem dinheiro. Vila Nova do Famalicão: Quasi, 2006, p.66.

7 comentários:

leo disse...

VIDA DIFÍCIL

O nascimento da obra
na dobra
da toca
da cobra

Andréa N. disse...

Sabio poema...

wilson luques costa disse...

Prezado Antonio Cicero,

Fruta madura deve ser consumida.
A ordem da fruta é ser colhida no tempo certo. Não falo de fruta temporã. Falo da fruta madura. Fruta bem antes adubada. Adubo arcano. Escondido. Falo da frutafotossintizada.

Jorge Elias disse...

Prezado Antonio Cícero,

Mas quando ouvir o estalo da palavra...
Atirar-se para salvar o fruto.


Jorge Elias

héber sales disse...

Caro Cicero,

Gostei demais. Lembrei-me até de um e-mail que guardo com carinho aqui comigo. Foi escrito por uma amiga minha enquanto discutíamos nossa faina literária. Olha só que legal. Tem tudo a ver com o que postaste aqui, eu acho.

"Distancie-se de tudo o que fizer. Mantenha-se apaixonada apenas nos primeiro minuto. Depois que o coração bater descompassadamente e atrevido, em busca de um verso ou palavra ilusória que só pra você fará sentido, desarme-se e desanime. Olhe tristemente para o seu texto. Emburreça e empertigue o corpo até sentir-se tão rígida quanto o tronco da árvore mais próxima. Daí sim, deixe vazar o que quer que se lhe seja ou pareça ser poesia." Valéria Freitas.

Um abraço,

Héber Sales

Paulodaluzmoreira disse...

Prezado Antonio,
O poema é lindo e, como quase todo conselho que vai além do bom senso rasteiro do dia-a-dia, inútil. Afinal de contas a prova dos nove é saber até quando esperar, saber reconhecer a madurez da fruta, enfim. Seria um processo de avaliação exclusivamente subjetivo? Mas um poema não precisa responder as perguntas que faz, não é mesmo? Talvez até seja preferível assim. Fica a pergunta, essa dúvida cruel que afeta [ou deveria afetar] quem escreve: acabou o poema agora ou será que faço mais uma revisão? Espero mais um par de dias ou mando para a prensa desse jeito?

WILSON LUQUES COSTA disse...

Errata
FOTOSSINTETIZADA