25.6.10

Comovido, agradeço sinceramente as manifestações de condolência pela recente morte de minha mãe.

29 comentários:

Marcelo disse...

Apesar de nunca ter feito comentários, acompanho, há algum tempo, seu blog. Sua coluna na folha é uma de minhas preferidas e serve-me de preciosas lições. Por isso, esteja certo, apresento para você meu sincero pesar pelo falecimento de sua mãe.

Marcelo Gama

Catatau disse...

Não sabia da notícia. Nossas condolências e muita força.

Pax disse...

Que as lembranças dos bons momentos um dia consigam superar a dor deste momento.

Um abraço sincero.

noemi disse...

Cicero mais do que querido,
nao sabia do acontecido. Joao e eu estamos sempre com o pensamento e o coraçao com voce, para o que precisar. Muito carinho,
Noemi

Anônimo disse...

Depressa a vida passa, mal se sente
e tudo já parece diferente:
o que doeu um dia hoje é dormente,
o amanhã não se lembra do presente;

e mal tudo é passado, o mais recente
recomeça a tecer o recorrente:
a cada ruga tudo é mais ausente,
o tempo foge e sempre leva a gente;

fascina como a infância é inocente:
eterno no vigor do adolescente
no idoso ainda crepita o sol poente;

fascina como tudo é transparente:
depressa, a vida passa e, de repente,
desfaz-se n'água a face que a ressente.

Com carinho, meus sentimentos...

Marcelo Diniz

ps: a outra postagem contém um erro de ortografia. Por favor, Cícero, considere essa postagem.

Antonio Cicero disse...

Muito obrigado, Marcelo.

Antonio Cicero disse...

Agradeço às palavras de Marcelo Gama, Catatau, Pax, às dos queridos Noemi e João, e às do Marcelo Diniz, a quem fico grato também pelo belíssimo soneto.

Lucas Nicolato disse...

Caro Antonio Cicero,

Meus sentimentos pela sua perda. Espero que possa encontrar a força e a serenidade necessárias neste momento.

um abraço,
Lucas Nicolato

betina moraes disse...

Antonio Cicero,

...


eu sinto muitíssimo por sua irreparável perda,...


forte abraço, querido.

Juliana Vaz disse...

Es wird vielleicht auch noch die Todesstunde
uns neuen Räumen jung entgegen senden:
des Lebens Ruf an uns wird niemals enden.
Wohlan denn, Herz, nimm Abschied und gesunde! (Hermann Hesse)

Mariana disse...

Prezado Cicero, acompanho há pouco tempo o seu blog, onde fiquei sabendo do acontecido. Por acaso, reproduzi uma poema muito bonito que você postou recentemente, de um autor espanhol, "De vita beata", e só depois percebi a relação. Achei belíssimo. Meus sentimentos.

. disse...

Querido Cicero,

um forte abraço.

Ane

rodrigo madeira disse...

lindo mesmo este soneto! bravo!!

Anônimo disse...

Envio a você os meus sentimentos, sabendo muito bem o que está passando. Eu também passei por essa perda há pouco tempo.
Não é fácil deixar de ter fisicamente aquela que nos gerou, mas se é para a pessoa ficar sofrendo, que parta em paz, como aconteceu com minha mãe.
Embora não tenha rótulo religioso, sou uma pessoa de fé e sei que Deus nosso Pai o conforta e lhe dá forças, bem como à Marina.

Stella Machado
Juiz de Fora

Kyria disse...

Antõnio,
não sabia da notícia, receba um forte abraço transmitindo força para este infinito difícil momento.
Muita paz, bj.

Antonio Cicero disse...

Caros Lucas, Betina, Juliana, Mariana, Ane e Kyria, muito obrigado.

Anônimo disse...

" acorda e vê há um arco de luz que eu pus lá no céu pra você"
com carinho te desejo força.Vinicius.

Amélia disse...

Não o conheço pessoalmente -apenas lhe sigo os passos, o que significa que gosto do que aqui coloca.Não sabia que sua mãe tinha partido.A minha fê-lo há 29 anos.Mas está comigo, eu sei.Mão não morre nunca, mesmo.Um abraço solidário,Cícero.

DERLY. disse...

meus sentimentos a você e família,passei por isso recentemente,meu pai faleceu em feve
reiro,em pleno carnaval e fiquei muito triste,sem entender o porque até hoje,mas como a vida continua temos que encontrar forças e seguir em frente,nunca havia comentado antes
apesar de sempre passar no blog e ler tudo,um abraço,fique em paz,ronaldo.

Arthur Nogueira disse...

Querido Cicero,

não há o que agradecer. Você é especial.

Beijo grande,

Arthur

Gustavo Santão disse...

Tenho certeza que você terá forças para superar esse momento difícil. Meus sentimentos.

Aetano disse...

Cicero,

Senti sua falta, na "Ilustrada". Mais uma vez, externo meus sentimentos e desejo-lhe muita força.

Abraços

Aetano

ricardo disse...

cicero, companheiro de poesia e pensamentos, tome cá um forte abraço. Ela vai cuidar de nós ...

Antonio Cicero disse...

Muito obrigado, Vinicius, Amélia, Derly, Arthur, Gustavo Santão, Aetano e Ricardo. Valeu.

Ixra A. disse...

Força aí, Cicero. Paz!

Marcello Jardim disse...

Prezado Cicero,

A urgência de encontrar a palavra
Outra não era senão o desespero
da chama fugaz que clareia
Todo amor sem nunca dizê-lo

Porque nessa hora silenciosa
De memória sem segredo
É que sinto viva nossa verdade
Livre de todo medo


Meu profundo sentimento por sua perda

Antonio Cicero disse...

Obrigado, Ixra e Marcelo.

Prof. Weber disse...

Prezado Antonio Cicero,

Sinto muito por sua perda. Sejam as melhores lembranças de vossa mãe um acalanto para você e seus familiares.

Amarílis disse...

"O que é belo há de ser eternamente
Uma alegria, e há de seguir presente.
Não morre; onde quer que a vida breve
Nos leve, há de nos dar um sono leve,
Cheio de sonhos e de calmo alento."

Endymion, que você divulgou no seu blog recentemente...
Abraços de uma leitora.