7.11.09

Paulo Leminski: "Amor bastante"





AMOR BASTANTE

quando eu vi você
tive uma idéia brilhante
foi como se eu olhasse
de dentro de um diamante
e meu olho ganhasse
mil faces num só instante

basta um instante
e você tem amor bastante

um bom poema
leva anos
cinco jogando bola,
mais cinco estudando sânscrito,
seis carregando pedra,
nove namorando a vizinha,
sete levando porrada,
quatro andando sozinho,
três mudando de cidade,
dez trocando de assunto,
uma eternidade, eu e você
caminhando junto



LEMINSKI, Paulo. La vie en close. São Paulo: Brasiliense, 1991.

10 comentários:

Tene Cheba disse...

Que me importa o porre,
as dores e os tombos?
Que me importa o zero,
o menos e o mais?
E você incondita,
você que não me destrói,
você Ana, ama, oceana,
não me vê,me vê será?
Poemas, solicitudes.
Sólidos, líquidos, amorfos,
entre aspas.

Beto disse...

Lindo.

Tene Cheba disse...

Nada foi dito,
escrito, falado,
nada foi dito, declamado,
nada porém, mas nada porém.
Adversos sem versos, sem rimas,
rimas sem verbos.
Tu é pronome, ele entre vocês.
Foi-se o mundo, moído mundo,
foi-se, o escuro, a luz, foi-se,
a matéria escura.
Dois e três, três.

FTB disse...

Cícero,
por que você não postou o seu artigo da Ilustrada da semana passada? Eu o achei ótimo.
Um abraço,
Flavio.

Antonio Cicero disse...

Flávio,

esqueci completamente. Obrigado por lembrar. Vou postá-lo agora.

Abraço,
ACicero

maria disse...

amor amor
a gente lê lê lê
escreve escreve
e
sempre acabamos dando uma topada
nessa palavrinha

paulinho (paulo sabino) disse...

salve, salve o mestre leminski!!

este poema é um primor!!

maravilha encontrá-lo aqui.

beijo, meu querido!!

Robson Ribeiro disse...

O Leminski é demais! Li a biografia dele escrita pelo Toninho Vaz e tive uma tristeza grande por não tê-lo conhecido...

Esse poema é brilhante.

Grande abraço, Cicero.

Marina disse...

háháhá
Esse é daqueles que quando vc termina de ler, quase quebra a mao ao bater na mesa.
Filho da mae...

Anônimo disse...

Onde consigo a análise desse poema de Leminski? É para um trabalho de escola. Obrigada.