17.3.07

A simbiose entre a demagogia e o terrorismo

Segundo João Pereira Coutinho, a minha denúncia, em entrevista à Folha Ilustrada (04/03), da existência de uma aliança entre a demagogia reacionária e religiosa (da administração americana) e o terrorismo reacionário e religioso equivale a dizer que Bush é igual a Bin Laden. Está errado. No mesmo dia (14/03) em que apareceu a coluna em que Coutinho dizia isso, o New York Times afirmava, em editorial intitulado “Política Pura e Cínica”, que a demissão, politicamente motivada, de oito promotores americanos, “é apenas uma parte da sórdida história da administração Bush de brandir o megafone sangrento de 11 de setembro pelo mais mesquinho dos motivos: a perpetuação do poder pelo poder”. É exatamente nessa “sórdida história” que consiste a simbiose – a aliança objetiva de que eu falava – entre a demagogia e o terrorismo. Coutinho diria que o New York Times afirma que Bush é igual a Bin Laden? Duvido. Roosevelt foi aliado de Stalin contra Hitler. Seria lícito inferir-se que Roosevelt era igual a Stalin?

2 comentários:

sarah franco disse...

vi a sua entrevista no programa da televisão portuguesa RTP, e fiquei muito feliz pelo vigor com que defendeu os ideais universalistas.

por isso resolvi fazer uma pequena pesquisa para o conhecer melhor, uma vez que nunca antes tinha ouvido falar de si.

não deixarei por nada deste mundo de assistir à sua palestra na fundação gulbenkian.

Antonio Cicero disse...

Muito obrigado, Sarah. Suas palavras são um grande estímulo.