22.4.13

Wisława Szymborska: "Alguns gostam de poesia": trad. Regina Przybycien




Alguns gostam de poesia

Alguns -
ou seja nem todos.
Nem mesmo a maioria de todos, mas a minoria.
Sem contar a escola onde é obrigatório
e os próprios poetas
seriam talvez uns dois em mil.

Gostam -
mas também se gosta de canja de galinha,
gosta-se de galanteios e da cor azul,
gosta-se de um xale velho,
gosta-se de fazer o que se tem vontade
gosta-se de afagar um cão.

De poesia -
mas o que é isso, poesia.
Muita resposta vaga
já foi dada a essa pergunta.
Pois eu não sei e não sei e me agarro a isso
como a uma tábua de salvação.




SZYMBORSKA,Wisława. Poemas. Trad. de Regina Prazybycien. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

6 comentários:

Gabriel disse...

Mestre:

todos gostam de poesia,mesmo sem saber que gostam..todos gostam do entardecer,do mar,da alegria. E Oswald de Andrade já dizia: a poesia está em tudo..

Arthur Nogueira disse...

que beleza!

Sig ff disse...

Ela tem uns poemas muito bons. Um tipo de poesia diferente, dos objetos. Vc conhece?

Antonio Cicero disse...

Sig ff,

Dela somente conheço os poemas que se encontram na edição citada.

ADRIANO NUNES disse...

Cicero,

muito obrigado por publicar este belíssimo poema! Salve!

Abraço forte,
Adriano Nunes

Talles Azigon disse...

ecoando aqui por dentro