23.2.13

Johann Wolfgang von Goethe: de "Wilhelm Meisters Wanderjahre"






Os autores mais originais da modernidade o são, não porque tenham produzido algo novo, mas apenas porque são capazes de dizer as mesmas coisas como se elas jamais antes houvessem sido ditas.



GOETHE, Johann Wolfgang von. "Wilhelm Meisters Wanderjahre": Drittes Buch. In:_____.  Werke. Berlin: Directmedia, 1998.

5 comentários:

Sig ff disse...

Não sei se é verdade mas é interessante o dito.

Eleonora Marino Duarte disse...

Observador,

me parece muito próximo da verdade...

Um beijo.

Sig ff disse...

Já é uma metalinguagem ou metapoesia.

Sig ff disse...

O romantismo tem essa fantasmagoria do exagero, de imaginar o exagerado, o último e o primeiro de tudo, de ser o máximo. De uma lenda se tornou o Fausto.
É um modo de viver, de ver, um valor. Não é questão de verdade mas artístico.

Sig ff disse...

E o romantismo é por isso essa crítica ao moderno. Que critica a razão, as regras, o certo... O amor romântico é o único que leva o amor a sério, que age por amor e não por interesse.