12.12.15

Pedro Du Bois: "Partir"




Partir

Sinto a hora: a partida invade a espera
despedaçada. Retornar é o remédio
na prescrição sábia do entorno.

Sou errante
colocado sobre cidades
emparedadas: sonho
idas
e desprezo
voltas.

Tortos ângulos
tergiversam respostas:
a aposta se distancia
e me perco
em cartas mal amadas.




BOIS, Pedro Du. "Partir". In:_____. O livro infindável e outros poemas. Mossoró: Sarau das Letras, 2015.


2 comentários:

Pedro Du Bois disse...

Grato, Poeta, pelo destaque. Abraços.

fotosaltamira disse...

Passei para conhecer seu blog
grande abraço
https://br.linkedin.com/in/rosemeirenakamura