8.12.14

Jorge Luis Borges: de "O credo de um poeta"





Tenho para mim que sou essencialmente um leitor. Como sabem, eu me aventurei na escrita, mas acho que o que li é muito mais importante que o que escrevi. Pois a pessoa lê o que gosta -- porém não escreve o que gostaria de escrever, e sim o que é capaz de escrever.



BORGES, Jorge Luis. "O credo de um poeta". In:_____. Esse ofício do verso. Organização de Calin-Andrei Mihailescu; tradução de José Marcos Macedo. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

3 comentários:

ADRIANO NUNES disse...

Cicero,


que grandeza! Salve Borges!



abraço forte,
Adriano Nunes

Erick Monteiro Moraes disse...

Caro Cicero,

descobri hoje um poema de Borges que acho que vai gostar. Inclusive me lembrou de seu poema "Prólogo" de A cidade e os livros:

http://www.humushumano.com/2014/12/sao-os-rios.html

Abraço,
Erick

Antonio Cicero disse...

Erick,

eu já conhecia esse poema e o adoro. Já que você me lembrou dele, vou postá-lo em breve. Obrigado!

Abraço