12.5.13

Fernando Pessoa: "Tomamos a vila despois de um intenso bombardeamento"



Tomamos a vila depois de um intenso bombardeamento

A criança loura

Jaz no meio da rua,
Tem as tripas de fora
E por uma corda sua
Um comboio que ignora.

A cara está um feixe
De sangue e de nada.
Luz um pequeno peixe --
Dos que bóiam nas banheiras --
À beira da estrada.

Cai sobre a estrada o escuro.
Longe, ainda uma luz doura
A criação do futuro...

E o da criança loura?

  PESSOA, Fernando. "Cancioneiro". In: _____. Obra poética. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1986.  

3 comentários:

Erick Monteiro Moraes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Erick Monteiro Moraes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Erick Monteiro Moraes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.