18.12.12

Lau Siqueira: "Viver é delicado"







viver é delicado

argumento de samba

sentimento de fado





SIQUEIRA, Lau. Poesia sem pele. Porto Alegre: Casa Verde, 2011.


7 comentários:

ADRIANO NUNES disse...

Cicero,


lindo poema! Grato por compartilhar!



Abraço forte,
Adriano Nunes.

Lau Siqueira disse...

Obrigado, poeta, por lembrar minha poesia mais uma vez. Um grande e afetuoso abraço!

Antonio Cicero disse...

Quem agradece sou eu, Lau, e os frequentadores do blog, por um poema tão lindo.

Abraço

Katia disse...

verdade Cicero lindo poema

Alcione disse...

Magnólia

A flor
Do amor
Pela aparência
E essência
Se faz e desfaz
Ao toque da mão
Que vez ou outra
Comete essa loucura
Atrever-se a
ser um ser
Sem pertencer
Ao usufruto
Oculto
Outro ser
Outra estória
Que tenha memória.

Felipe Terra disse...

Ainda prefiro o fado...



Abraço Antonio,
do Felipe.

carlos disse...

continuando o tema que é farto, constante e presente...

"Estão à espera de nos arrastar até
O jardim separado
Sabes o quão pálida e excitantemente indesejada
Vem a morte numa hora estranha,
Sem anunciar, imprevista
Como um hóspede inimigo que
Levamos para a cama
A morte faz anjos de todos nós
E dá-nos asas
Onde tínhamos ombros
macios como as garras
dos corvos"

The Doors - A Feast Of Friends