20.7.11

Décio Pignatari: "Interessere"




Interessere

Na vida interessa o que não é vida
Na morte interessa o que não é morte
Na arte interessa o que não é arte
Na ciência interessa o que não é ciência
Na prosa interessa o que não é prosa
Na poesia interessa o que não é poesia
Na pedra interessa o que não é pedra
No corpo interessa o que não é corpo
Na alma interessa o que não é alma
Na história interessa o que não é história
Na natureza interessa o que não é natureza
No sexo interessa o que não é sexo
(: o amor que, de resto, pode ser abominável)
No homem interessa o que não é homem
Na mulher interessa o que não é mulher
No animal interessa o que não é animal
Na arquitetura interessa o que não é arquitetura
Na flor interessa o que não é flor
Em Joyce interessa o que não é Joyce
No concretismo interessa o que não é concretismo
No paradigma interessa o que não é paradigma
No sintagma interessa o que não é sintagma
Em tudo interessa o que não é tudo
No signo interessa o que não é signo
Em nada interessa o que não é nada.



PIGNATARI, Décio. "Interessere". Disp. no site 7ª Bienal do Mercosul, 2009, no URL http://www.bienalmercosul.art.br/7bienalmercosul/es/decio-pignatari. Acessado em 20/07/2011.

7 comentários:

Louise Lou disse...

Amei! "Ceci n'est pas une pipe"

ADRIANO NUNES disse...

Cicero,


Interessante! Bravo!


Adriano Nunes

Maria Muadiê disse...

Cícero, vc sabe como é um poema de Décio P. que diz mais ou menos: liberdade/ pássaro sem asas/ ... voa?
Escutei há muitos anos, nunca esqueci, nunca encontrei e queria saber como é.
Um abraço,

Antonio Cicero disse...

Maria Muadiê,

Infelizmente, não conheço ou não me lembro.

Abraço

Maria Muadiê disse...

Eleonora teve a delicadeza de me falar:

liberdade

ave sem asas
se vou dá-las
voa

Anderson Lucarezi disse...

Cicero, esse poema é de 2009 mesmo?

Antonio Cicero disse...

Anderson,

Não sei quando o poema foi escrito. O que ocorreu em 2009 foi a 7ª Bienal do Mercosul, em cujo site o poema foi publicado.