3.11.15

Abel Silva: "Relógio de pulso"




Relógio de pulso

O tempo me expõe suas teias
mas não num relógio de pulso
o tempo me pulsa nas veias.



SILVA, Abel. "Relógio de pulso". In:_____. O gosto dos dias. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2014.

2 comentários:

Alyne de Oliveira disse...

Muito bom, adorei

Alcione disse...

"Não dá"

Jogue fora
O lixo
Tudo o que não presta
Depois
Faça a festa
Tremule bandeiras
Faça asneiras
E sobretudo ame
Que sem ele, meu bem
Não dá, não dá meu bem
Viver assim sozinho
Sem ter o seu carinho
Não dá, meu bem,
Eu morro de saudade
Desde o berço até
Essa idade.