23.2.15

Fred Girauta: "Isso dá nisso"




Isso dá nisso

isso de ser uma ausência
de dizer a que não veio
de ser o único da turma
fumaça esparsa que a brasa sua
leveza sem esteio
mina d'água sob a rua

isso de ser jogado fora
ao pé da terra
pólen na areia
moita em meio à guerra
imenso mar sem beira
osso que se esfola
resto de feira

isso de ser uma quimera humana
mero pulsar de banzo
margem de afetos
fugas
desenganos

isso ainda vai dar samba
poema
ou pano pra manga.



GIRAUTA, Fred. "Isso dá nisso". In:_____. Nós. Porto Alegre: Vidráguas, 2013.

8 comentários:

ADRIANO NUNES disse...

Cicero,

belíssimo! Aliás, uma alegria ver o poema do Fred aqui, pois fui eu quem organizei o livro dele para publicação. Viva!

Abraço forte!
Adriano Nunes

Erick Monteiro Moraes disse...

Legal, esse tem uma inspiração lemiskiana:

Isso de ser exatamente
o que se é
ainda vai nos levar além.

fred girauta disse...

Cara!!!!
que prazer ver um poema meu no seu blog, Cícero.
uma sensação de que deu pano pra manga!
grande beijo!

Antonio Cicero disse...

Deu pano pra manga e o prazer é nosso, Fred.

Abraço

Roberto Bozzetti disse...

Legal, parabéns, Girauta! Obrigado, Cícero

Abraços

Paulo Sabino disse...

Puxa vida, que alegria! Chegar a este espaço e encontrar um lindíssimo poema do meu queridíssimo amigo Fred Girauta, mais os comentários do poeta publicado, do poeta organizador do livro (Adriano Nunes) e do poeta "síndico" deste espaço é muito pano pra manga, maravilha pura!

Beijo todos vocês, amigos queridos!

Anônimo disse...

PARABÉNS AO ADRIANO NUNES, QUE ORGANIZOU, AO CICERO QUE AJUDOU, ENSEJANDO MAIS VISIBILIDADE (É UM LANCE IMPORTANTE) E O MAIS IMPORTANTE: PARABÉNS AO FRED GIRAUTA: O POETA E O POEMA, SEM OS QUAIS TUDO É ALGEMA, NESTA TERRA TÃO CARENTE DE POESIA.

EVOÉ!

ARSENIO MEIRA JÚNIOR
PS - ERIK, LEMBRE LEMINSKI TAMBÉM, O QUE SÓ ENGRANDECE, AINDA MAIS, POEMA DO FRED.

Eleonora Marino Duarte disse...

o poeta Gira alto :)
eu gosto da pegada do Fred, é leve e com ritmo, dá gosto.

abraço.