21.2.15

Domício Proença Filho: "Poética"




Poética

Poeta
profissão de risco:
tanger palavras
cúmplices do jogo
no abismo misterioso
do sentido
arisco.

Arrisco.



PROENÇA FILHO, Domício. "Poética". In:_____. O risco do jogo. São Paulo: Prumo, 2013.

6 comentários:

ADRIANO NUNES disse...

Cicero,


belo!


Abraço forte,
Adriano Nunes

Olá, me chamo Lorena e eu disse...

Boa tarde! adorei o texto! quero lê muitos outros, irei te segui! se quiseres me segui também, ficarei grata! :)

Um abraço carinhoso

Erick Monteiro Moraes disse...

Bom! Lembrou-me um poema meu:


ANTI-EMPREGO

A poesia é ar em movimento,
natural que se contradiga:
indo e vindo, o vento
não enche o saco — tampouco barriga.



Abraço!

Antonio Cicero disse...

Adorei, Erick! Parabéns!

O primeiro verso lembra o início do meu poema "Diamante":

O amor seria fogo ou ar
em movimento, chama ao vento.

Ele está aqui: http://antoniocicero.blogspot.com.br/search?q=diamante.

Erick Monteiro Moraes disse...

Sim, é verdade, também tinha percebido isso. Certamente deve ter me influenciado, pois é um arranjamento bastante sonoro!

Abraço!

Eleonora Marino Duarte disse...

tão bonito!

:)

abraços.